Gestão Ambiental

A assistência à saúde, como toda atividade produtiva, gera impactos ambientais e sanitários, com isso, o Hospital Geral “Professor Doutor Waldemar de Carvalho Pinto Filho”  tem compromisso de gerenciar os resíduos gerados na instituição.

Mas não se resumem só as ações desenvolvidas, pois fazem parte dos valores da instituição, demonstrados pela preocupação com a destinação dos resíduos gerados.

O Hospital segue as exigências da ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), definidas na RDC 306 e CONAMA 358/05.

Hospital Livre de Mercúrio

Hospital Livre de Mercúrio: O Mercúrio é um metal líquido, prateado, extremamente tóxico a nosso organismo. Quando derramado, forma gotinhas e evapora-se sem que percebamos o vapor no ar – que é respirado. No organismo, pode causar danos irreversíveis, sobretudo aos rins e ao sistema nervoso central (cérebro e cerebelo), provocando irritabilidade, tremores, alteração da visão, audição e problemas de memória.

Outra ação importante é o descarte das lâmpadas utilizadas no hospital, que contêm mercúrio. É realizado por uma empresa especializada, responsável por fazer a descontaminação por meio de um processo que separa todos os componentes e armazena com segurança, sobretudo o mercúrio. 

Coleta de Pilhas e Baterias Usadas

Pilhas e baterias contêm metais tóxicos que agridem o meio ambiente e trazem riscos à saúde pública. Quando depositados em lixões e aterros sanitários, esses resíduos que levam séculos para se decompor, podem vazar e contaminar os lençóis freáticos, o solo e os rios, causando danos às pessoas e aos animais.

 

 

 

 

 

 

 

 

O Hospital Geral “Professor Doutor Waldemar de Carvalho Pinto Filho”  realiza a destinação correta de pilhas e baterias usadas, contribuindo com o meio ambiente.

Reciclagem de Óleo de Cozinha Usado

Despejar óleo de cozinha pelo ralo da pia é uma grande agressão ao meio ambiente. Por ser mais denso, o óleo concentra-se na superfície da água, impedindo sua oxigenação. A consequência é a degradação da biodiversidade dos rios que recebem os esgotos.

Depositar recipientes com o líquido dentro de lixeiras também é outro equívoco, já que, caso ocorra vazamento, o óleo entrará em contato com o solo e este será impermeabilizado, prejudicando a absorção da água e contribuindo para as enchentes.

Por isso, a forma mais correta e sustentável de fazer seu descarte é levando-o a postos de coleta que realizam a reciclagem de óleo.

O Hospital Geral “Professor Doutor Waldemar de Carvalho Pinto Filho”  encaminha o óleo para empresas que o transformam em combustível biodegradável e produtos de limpeza e higiene pessoal. 

Coleta de Filmes de raios-X

A revelação de radiografias é um processo químico que merece atenção especial. Um dos elementos responsáveis, para que o processo de revelação ocorra é a prata presente na película que, mesmo após a revelação, permanece em sua superfície.

O descarte adequado dessas películas garante que esse material retorne ao ciclo produtivo e não seja descartado de qualquer forma ou que fique confinado em um aterro sanitário.

Na empresa de reciclagem, após a lavagem das películas e retirada da prata, o material passa por um processo de secagem, e é transformado em diferentes tipos de material de escritório.

O projeto de coleta de películas de raios-X tem o objetivo de dar destinação adequada ao resíduo químico “Prata”, além disso, tem função educativa junto à Sociedade.

Resíduo Químico

O Hospital tem como consequência a geração de resíduos perigosos, como químicos, em geral, de laboratório e quimioterápicos. Diante desse cenário, estruturas e processos foram adaptados, para que se tenham recipientes adequados para o descarte e armazenamento, sem risco de vazamento ou exposição ao colaborador e paciente.

Pela importância desses resíduos, o Hospital Geral “Professor Doutor Waldemar de Carvalho Pinto Filho” investe em treinamentos, aos colaboradores para a correta coleta desses resíduos, utilizando equipamentos de proteção individual necessários e tomando conhecimento de como agir em caso de derramamento. A destinação final é a incineração em local licenciado pelo órgão ambiental.

O serviço de radiologia possui efluente decorrente do processo de revelação dos raios-X, de característica química e, por isso, não pode ser descartado na rede de esgoto. Diante desse cenário, uma estação de tratamento foi instalada, para que o efluente seja tratado antes de ser desprezado e as partículas de prata, que estão na película, possam ser segregadas. Tal efluente é analisado periodicamente para evitar alteração nas condições do esgoto do Hospital. 

Consumo Racional de Água e Energia

Dentre outras ações, o Hospital Geral “Professor Doutor Waldemar de Carvalho Pinto Filho” realiza periodicamente campanhas internas para conscientização dos colaboradores. Trabalha com metas de redução de consumo de água e energia e busca ações para a redução por meio de rotinas de inspeção. 

Semana do Meio Ambiente

Preocupado com o bem-estar do colaborador do Hospital Geral “Professor Doutor Waldemar de Carvalho Pinto Filho” que está suscetível a diversos fatores constantes de um ambiente hospitalar, e buscando conscientizar a todos dos impactos ambientais decorrentes das atividades exercidas no Hospital, o setor de Segurança do Trabalho e Gestão Ambiental, com uma comissão de organização promovem anualmente a SIPATMA – Semana Interna de Prevenção de Acidentes do Trabalho e Meio Ambiente.